terça-feira, 21 de janeiro de 2014

CIRCUITO TEATRAL BR 316


O MACACO QUE NÃO É PREGO

Companhia: MAMBEMBE
Direção: HERMÓGENES GOMES

Há mais de 20 anos existira em Santa Luzia do Pará, um movimento de jovens revolucionários que para galgar seus objetivos utilizava-se de dramatizações para... a atenção do povo. Por volta de 1883 formou-se o movimento jovem que a partir de então passou a realizar todos os anos a dramatização da paixão de cristo por ocasião da semana santa. O que começou a mudar apenas no ano de 2001, quando o jovem Raimundo Nonato assumiu a coordenação. Em 2005 o jovem Hermógenes Gomes assumiu a presidência. Desde então as coisas foram mudando, se profissionalizou em 2009 cadastrando seu CNPJ.  Foi eleito o melhor grupo da III mostra de teatro do nordeste do Pará. Hoje a companhia está com dois espetáculos em cartaz e faz parte da FACES.
O MACACO QUE NÃO É PREGO uma fabula que conta a história de três animais da floresta que estão passando por dificuldades para se alimentarem e diante do problema o enredo se desenvolve com uma linguagem bem alegre.

A LENDA DA ESPADA DE PRATA

Companhia: LUZES
Direção: FERNANDO RASSY

A Lenda da Espada de Prata, conta a estória de um bruxo, que rapta uma criança e distorce o conceito de feio e do bonito, para obter a espada de prata que tem poder incalculável no imaginário infantil.
Nós Dois, comédia adulta, que retrata o relacionamento de um casal, onde em conversas descobrem suas traições, suas vidas passadas e comparações de sentimento, baseado em amor ou interesse, podendo ser verdadeiro ou não. É uma comédia interativa onde tem a participação do público e dos últimos acontecimentos da cidade.

A BONECA NEGRA

Grupo: TEMA
Direção: SÉRGIO LUZ

Texto baseado no livro “o caso da boneca negra” do escritor José Artheiro, busca ser um elo entre as personagens do livro, que na peça ganham vida, para mexer com a imaginação dos expectadores levando-os a refletir sobre um tema, que ainda é uma barreira para a sociedade (o preconceito), que na peça é tratado de forma lúdica, com linguagem acessível aos ouvidos infantis, figurino colorido e maquiagem alegre, põe em xeque a questão da raça, do preconceito vivido por Negrita uma boneca de pano que sofre com a discriminação dos outros brinquedos ao chegar a seu novo lar. Entre idas e vindas, os brinquedos resolvem decidir através de um julgamento se a boneca negra na caixa de brinquedos junto com eles.

Nenhum comentário:

Postar um comentário